sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

LIGA DAS AMÉRICAS

Este torneio vem sendo promovido pela FIBA Americas desde a temporada 2007/08. Em sua segunda edição, o torneio está se aproximando do fim. O torneio contou com a participação de 16 equipes divididas em 4 chaves. As equipes brasileiras que disputam este ano são Minas Tênis Clube (MG) no Grupo A e Universo (DF) e Flamengo (RJ) no Grupo C. O torneio classifica a equipe campeã de cada chave para a etapa final, o Final Four. Minas e Universo estão classificados e agora o jeito é torcer por um dos dois para que o Brasil empate em número de títulos desta competição com a Argentina. Brasil e Argentina" é "Brasil e Argentina". Pois é, os hermanos do Peñarol de Mar Del Plata são os atuais campeões. Embora os times argentinos não tenham ido bem este ano, a competição se mostrou muito acirrada. Vamos torcer pelos brazucas e acompanhar pelo Blog os resultados da Liga!



O BASQUETE PELO MUNDO

Bom, sendo esse o primeiro post a falar sobre o basquete no mundo, é melhor começar por alguns pontos importantes sobre o assunto. De fato, o basquete é um esporte de tanta popularidade que não se pode ter a real noção disso sem comparar os números, dados e fatos. A ONU é formada por uma base de 194 países membros. A FIFA conta com 207. Enquanto a FIBA tem 214 nacionalidades em sua base de filiados. Acho isso impressionante, pois, organizadamente, o basquete se torna mais praticado do que o próprio futebol. Dá pra acreditar que existem mais seleções de basquete no mundo do que de futebol?

Outro comentário interessante de se fazer é sobre o atual ranking da FIBA, parecido com o da FIFA, onde os países vão somando pontos ano após ano. Após os jogos olímpicos de 2008, nossos hermanos argentinos assumiram a dianteira do ranking, deixando os USA em segundo lugar e a poderosa Espanha em terceiro. Realmente, esses fatos são quase inacreditáveis para aqueles que acompanharam a geração do Dream Team das Olimpíadas de Barcelona, em 1992. Um ponto interessante nessa história toda é que o Brasil se encontra entre os vinte primeiros colocados, em 16º lugar, deixando para trás seleções como França, Croácia, Canadá e Eslovênia. Dentre os países sul-americanos, somente a Argentina e o Brasil estão entre os vinte primeiros. A Angola é a única representante africana. O basquete não tem limites, e a globalização parece fazer muito bem ao nosso esporte!

No que diz respeito ao basquete feminino, o Brasil assume a 4ª posição no ranking. Parabéns para nossas meninas!

Para quem quiser conferir mais informações sobre o basquete mundial, é só acessar www.fiba.com .

Lorenzo Tassinari.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Histórico

Ao contrário da maioria dos eventos esportivos de longa duração, muitas vezes organizados para simplesmente arrecadar fundos, o Basquete 12 horas é um evento com o objetivo claro de não só promover, mas celebrar o esporte. Como já foi comprovado nas edições anteriores, seu grupo de organizadores deseja valorizar o basquetebol e, com profissionalismo, criar um ambiente em que tudo gira em torno do elemento mais importante do esporte: o jogo. Mas como ter certeza de que esses organizadores entendem desse esporte que tem um público tão apaixonado e exigente? Basta saber que eles também fazem parte desse público e, como ninguém, conhecem tanto as peculiaridades do jogo dentro de quadra, quanto os mais importantes momentos de sua história.


O grupo de basquete da ACM Porto Alegre, em 2006, resolveu que era chegada a hora de elevar, com uma grande festa, a atividade à qual sempre se dedicaram. Sem recursos ou qualquer apoio, iniciaram o processo de amadurecimento de ideias e de planejamento, o que resultou na primeira edição do Basquete 12 horas a qual inovou ao realizar um jogo entre as equipes BAH e TCHÊ por 12 horas sem parar, além de atividades paralelas como a “Cesta-Premiada”.


Na última edição, em 2008, juntamente com o jogo principal entre BAH e TCHÊ, ocorreu em um segundo ginásio o “Torneio de Habilidade” e o “Torneio de 3 Pontos” de maneira semelhante à da NBA, além disso, espalhadas pelas instalações da ACM, ainda podiam ser encontradas atividades envolvendo prêmios, e de entretenimento como video-games e vídeos de basquete.


Em 2009, essa grande comemoração promete superar o sucesso das anteriores e manter sua característica inovadora. Qualquer um que seja apaixonado por basquete já é convidado ilustre dessa festa. Participe, pois não há nada como festejar o basquetebol fazendo um grande jogo na instituição em que ele nasceu, a ACM.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO