quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Novo dicionário 12 HORAS - NBA/PORTUGUÊS- PORTUGUÊS/NBA

Como todo mundo que joga basquete já está cansado de saber, a NBA é a liga de basquete mais popular e famosa do mundo. Além disso, é lá que estão os melhores jogadores, lá acontecem os melhores eventos e só nos Estados Unidos o basquetebol é tratado como um esporte realmente grande. O que estou querendo dizer é que, gostando ou não, os Norte-Americanos são e sempre serão a maior potência nesse esporte.

Eu, como apaixonado que sou, assisto vídeos, visito sites, leio e pesquiso sobre Basquete regularmente, portanto, já me acostumei a ouvir expressões como alley-oop, turnover, slam, etc.

Admitindo a ideia de que não posso vencê-los, resolvi juntar-me a eles fazendo um pequeno *dicionário:




(A) (B) (C) (D) (E) (F) (G) (H) (I) (J) (K) (L) (M) (N)

(O) (P) (Q) (R) (S) (T) (U) (V) (W) (X) (Y) (Z)



*O dicionário do Basquete 12 Horas traduz para o português expressões e palavras da língua inglesa que são comumente usadas no basquetebol norte-americano e, mais especificamente, na NBA (National Basketball Association). Aqui, não registramos outros significados senão os que têm alguma relação com o basquetebol, o que não empede que as palavras ou expressões desse dicionário tenham, além dos aqui registrados, muitos outros significados que só não consideramos porque não têm nenhuma relação com esse esporte. (Renan Silveiro Rosa)


terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Blog em Manutenção....

já já voltamos!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Parabéns Oscar (só pra registrar)

Oscar Schmidt, o mais famoso jogador brasileiro, completou 51 anos neste domingo. Parabéns!

Opiniões sobre All Star Weekend por MSN.

Remã 09 -> diz:
não curti all star weekend
Remã 09 -> diz:

escreve alguma coisa aí sobre isso

Lorenzo diz:
eu curti!!

Lorenzo diz:
não vi o All Star Game!!!

Lorenzo diz:
só vi o Slam Dunk..

Remã 09 -> diz:

nem eu

Remã 09 -> diz:

pô o mais sem graça foi o de enterradas

Lorenzo diz:

capaz mw!!!

Lorenzo diz:

Nate Robinson é $#%@$!!

Lorenzo diz:
e o Rudy Fernandez merecia ter ganho!!

Remã 09 -> diz:
ah sim, é não achei justo só

Remã 09 -> diz:
o howard não merecia ter ido pra final

Remã 09 -> diz:
vô postar essa conversa..
Lorenzo diz:

Sim sim... merecia o Fernandez!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Leandrinho no 'Haier Shooting Stars' do All-Star weekend da NBA.

O Leandrinho se puxou e garantiu sua vaga na equipe do Phoenix para o "Shooting Stars", campeonato de arremessos que é uma das atrações do "All-Star" da NBA.

Conhecido pela precisão de seu peculiar arremesso e pela velocidade de suas jogadas, Leandro Barbosa é um dos jogadores brasileiros mais bem-sucedidos da atualidade. Sua fama no Brasil só pode ser comparada à de Nenê Hilário, ex-Denver Nuggets, ou à de Anderson Varejão, do Cleveland Cavaliers, no entanto, o público sempre preferiu o magro armador aos gigantes pivôs. Seu carisma, muito provavelmente, se deve ao seu jeito humilde tipicamente brasileiro e à sua competência dentro de quadra, qualidades que o fazem muito diferente do americanizado Nenê e do esforçado, mas não igualmente talentoso, Varejão.

Vamos ver se leandrinho comprova sua eficiência em arremessos no próximo domingo em Phoenix.
como colegas de time ele terá: o ex jogador Dan Majerle e a pivô Tangela Smith (Phoenix Mercury).

AS REGRAS DO JOGO:

O objetivo do Haier Shooting Star é que cada time acerte, no menor tempo, arremessos de seis posições com nível de dificuldade crescente. Os arremessos devem seguir a ordem dos números no chão e os três jogadores devem se alternar entre os diferentes níveis.

Cada time escolhe escolha uma ordem específica para as tentativas ( jogador A,B e C) e cada arremesso pracisa ser acertado (tentativas ilimitadas) antes que o o próximo jogador comece a arremessar.

A ORDEM:

Arremesso 1: de tabela pelo lado direito, curta distância (jogador A)

Arremesso 2: pelo lado esquerdo, média distância ( jogador B)

Arremesso 3: da cabeça do garrafão exatamente no meio, linha de três pontos (jogador C)

Arremesso 4: da zona morta pelo lado direito, a um passo da linha dos três (jogador A)

Arremesso 5: pelo lado esquerdo, linha de três pontos (jogador B)

Arremesso 6: arremesso do meio da quadra (jogadores A, B e C se revesam)

Cada time tem 2 minutos para completar o percurso. o relógio começará no 0:00 e contará progressivamente até que o juiz apite indicando que o arremesso 6 entrou. Se um time não completar os 6 arremessos antes da marca dos 2 minutos, o alarme soará e a sua pontuação será baseada no número total de arremessos completados.

O dois times com os tempos mais rápidos avançam para a rodada final. No caso de empate, uma série de arremesso será feita. O cronômetro será zerado (um tempo-limite de 1:00 será imposto) e a equipe a fazer o arremesso 6 no tempo mais curto vai, dependendo da fase, ou avançar às finais ou ser delcarada campeã.

Um árbitro estará na quadra para julgar qualquer violação das regras. Se o árbitro achar necessário, um replay pode ser consultado para esclarecer a conformidade com as regras.

Um dia importante para a história do Universo.

No último domingo o time Universo, de Brasília, se sagrou campeão da Liga das Américas. Por ser essa a segunda edição do campeonato, a equipe também se tornou o primeira do Brasil a vencer a competição.

O jogo da final teve sua dose de emoção: a equipe brasileira perdia no 2° quarto por 18 pontos mas antes do início do terceiro a diferença já era de 6. No 3° quarto o time caprichou nas cestas de longa distância e virou o jogo passando a liderar o jogo por 3. No último período, o time de Brasília perdeu dois jogadores por excesso de faltas, mas conseguiu segurar a diferença até o final e venceu por 86 a 83.

foi, com certeza, um jogão. Parabéns para o Universo/Brasília e para o ala/armador Alex Garcia, MVP da competição.


Assista alguns vídeos do Universo.

(só pra registrar) KOBE de novo.

Jogando ontem contra o Oklahoma Thunder, Kobe Bryant, aos 30 anos, se tornou o jogador mais novo a atingir a marca de 23.000 pontos, e o Lakers não para de vencer...


só pra registrar...

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Vocês viram isso?

Pra muita gente assistir um jogo da NBA no estádio de qualquer time já seria a realização de um sonho, mas imaginem ir pra lá de graça!
eu não estou fazendo propaganda, não, mas fico muito entusiasmado com esses concursos culturais, pois neles tudo depende da nossa criatividade. O canal ESPN está com um concurso muito legal que leva para ver um jogo do Miami Heat a pessoa que responder a pergunta "O que você faria para assistir uma partida de basquete em Miami?".
Tem gente que faria "cesta-contra" em final de campeonato pra ir pra lá.
Eu sou um...

Para tentar se dar bem clique aqui,

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Um pouco de Euroliga.

Os loucos por basquete europeus estão enlouquecendo ainda mais com a atual temporada da Euroliga. Achei no YouTube dois vídeos bem bacanas. O primeiro é uma propaganda sobre os lances mais plásticos e bonitos das temporadas passadas. O segundo é um mix dos 10 arremessos mais “impossíveis” dessa temporada.

A propaganda também é muito boa. Acho que a palavra “DEVOTION” combina muito bem com o clima gerado pelo basquetebol europeu. Vale a pena conferir! Em breve trago notícias sobre quem vai fazer o final four de lá nessa temporada. O nosso brasileiro Tiago Splitter ano passado entrou para a história quando foi eleito como o pivô número 4 ideal da liga, após uma votação feita por atletas e técnicos para a eleição do quinteto ideal do Final Four. O nosso pivô foi um dos principais responsáveis pela boa campanha do Tau Cerámica. Vamos ver o que acontece esse ano...

vídeo 1: "Devotion"

vídeo 2: "Top 10 impossible shots"

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Com o Kobe não tem ruim

Kobe Bryant é aquele tipo de jogador que sempre arranja uma forma de surpreender, no último jogo dos Lakers, contra os Knicks, o jogador lendário bateu outro recorde: 61 pontos no, provalvelmente, mais famoso ginásio de basquete dos Estados Unidos (Madison Square Garden) superando o antigo de Bernard King com 60. A atuação de Kobe e o bom rendimento do Los Angeles levaram o time à vitória por 126 a 117.

Como os mais aficionados por basquete já devem saber, esses 61 pontos, apesar de serem muito impressionantes e motivo de inveja para muitos jogadores da própria NBA, não são o maior recorde na carreira de Bryant, na verdade, não chegam nem perto disso: o astro já marcou incríveis 81 contra o Toronto Raptors em 2006...

veja, aqui, vídeos e entrevistas de Kobe sobre o jogo.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Dia triste para o Basquete.

Faleceu, nesta segunda-feira em campinas, a pivô Michelle Splitter com 18 anos e uma carreira promissora. Medindo 1,98m, a jogadora reafirmava o talento associado ao sobrenome que seu irmão, Tiago, tornou famoso no Brasil e Europa. Michelle defendeu o Brasil em jogos amistosos após recuperar-se de um rigoroso tratamento contra a Leucemia, doença diagnosticada em 2004. O quadro de aparente cura, entretanto, revelou-se instável com a reincidência da doença em 2008.
Recentemente a jovem pivô passou por um transplante de medula, mas não resistiu aos fortes tratamentos.

O basquetebol brasileiro perde uma grande promessa das quadras, a família, uma filha que com a trajetória de luta e conquistas que teve foi, certamente, motivo de grande orgulho.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO